• Home
  • Previdência justa e sustentável

Previdência justa e sustentável

Para o Brasil ser um país de oportunidades, precisa ter as contas equilibradas e sustentáveis em uma perspectiva de longo prazo. O país passa por rápida transição demográfica e conta hoje com um sistema previdenciário injusto, desequilibrado e cheio de privilégios e exceções.

Para que o país reequilibre suas contas previdenciárias, são necessárias importantes reformas. A primeira e mais importante é acabar com as injustiças do sistema. Precisamos promover o alinhamento entre os diferentes sistemas previdenciários com a eliminação de privilégios, para que exista justiça previdenciária.

Outro ponto importante é ampliar a participação da capitalização no modelo previdenciário brasileiro, para que quem poupar possa desfrutar de uma aposentadoria mais generosa no futuro.

Precisamos também de uma reforma paramétrica que alinhe a previdência brasileira à realidade de um país que tem cada vez mais idosos e menos jovens, como já fizeram diversos países nesta situação.

E finalmente, precisamos aperfeiçoar os sistemas de suporte à aposentadoria rural e prevenir a pobreza senil de hoje e do futuro.
Naturalmente todas estas reformas contarão com prazos de transição adequados.

Em conjunto, todas essas reformas contribuirão para o equilíbrio das contas públicas, tanto para as atuais gerações quanto para as futuras, pois precisamos pensar nos idosos de hoje, mas também nos de amanhã.

Os políticos e funcionários públicos devem seguir as mesmas regras de aposentadoria que qualquer cidadão brasileiro, sem privilégios. Acreditamos em um regime básico unificado para trabalhadores do setor privado e público, da cidade e do campo, homens e mulheres. Precisamos garantir um modelo de aposentadoria sustentável para todos.